domingo, 22 de junho de 2014

não só a PJ estava certa.....

A opinião de E.D  e, uma crítica. 




Procurar Maddie morta

Para quem passou sete anos a diabolizar a investigação portuguesa ao desaparecimento de Maddie, as investigações da polícia inglesa na aldeia da Luz são eloquentes. Cada um é livre de pensar o que quiser, mas destas escavações em diante há um dado inquestionável: a Scotland Yard deu a volta ao mundo mas agora procura o cadáver de Maddie. A partir daqui torna-se quase impossível ficcionar a procura de uma criança que “apareceu” em milhares de sítios no mundo e poderia estar viva.

A única diferença entre as duas investigações reside na autoria do crime. Os ingleses apontam para assaltantes, traficantes, seja o que for, e excluem que alguma coisa má possa ter acontecido no seio daquele grupo, tão heterogéneo, que acompanhava a família McCann nas suas férias algarvias. A investigação portuguesa, pelo contrário, admite que esse é um inevitável objecto da investigação. Sete anos depois, convenhamos, não só a PJ estava certa quando procurou pessoa morta como estavam errados todos os que desdenharam o processo português na base de uma horrível convicção classista, considerando que naquele grupo de ingleses de classe alta seria impossível ocorrer qualquer coisa tão perversa. Não é preciso recuar a Malraux para saber que a condição humana prevê todo o tipo de ignomínia…

Mas temos uma crítica a este texto, com a qual concordo ( muitos sabem e concordam): 




  1. Pois é...o Sr. Dâmaso labora num equívoco...ainda não percebeu que "os trabalhos" da SY não foram para procurar uma Maddie morta...nã senhõre...fingiram procurar uma criança morta, para poderem"provar" que...não há provas, logo, continua viva! O que serve ao establishment e aos McCann! Então, assim que apanharam os Yardies back no UK, os McCann não começaram logo a alardear que continuam a procurar a filha VIVA?! Que ficaram muito esperançados e confortados porque a SY não encontrou NADA, nenhum indício que Maddie estivesse morta, ou como eles adoram dizer, uma das "pet expressions", "no evidence that Madeleine has come to any harm"! E os bons dos Yardies não os desmentem, pois não?! Se a SY tivesse vindo a Portugal procurar o cadáver de Maddie, se REALMENTE tivessem chegado à mesma conclusão a que chegou a PJ (e os investigadores ingleses que estiveram aqui em 2007/2008 a trabalhar com a PJ e que foram responsáveis pela vinda dos cães), a de que de Maddie morreu no apartamento e houve ocultação de cadáver e simulação de rapto, então não deveriam deixar que os pais continuassem com a charada! Declaravam Maddie oficialmente morta, apesar de não haver corpo, e encerravam o fundo!
    Como não o fazem, nem irão fazer...o fundo vai continuar, e os avistamentos tambem...