terça-feira, 17 de junho de 2014

Paulo Sargento sobre a decisão de GA.


Gonçalo Amaral e a Sua decisão: Paulo Sargento comenta ( mais o frasquinho de veneno do HC)






http://sic.sapo.pt/Programas/queridasmanhas/2014/06/17/atualidade-criminal-de-16-de-junho



JP:

Acontecimentos inesperados. Hoje que seria retomado o julgamento ,aliás toda a manhã temos tido o nosso repórter Luis Maia à porta do Tribunal, portanto hoje seria retomado o julgamento que opõe o casal mccann e Gonçalo Amaral..

HC: era a última sessão.

JP: e ficamos a saber que o ex Inspector desistiu do Advogado . 

Luís Maia: 
foi uma manhã de surpresas e um início de tarde de surpresas. Primeiro ficamos a saber que Gonçalo Amaral tinha prescindido do advogado que o defendeu até agora, Vítor Santos Oliveira, com quem falamos mas já lá vamos. 
Depois os advogados estiveram reunidos muito tempo com a Juíza para tentarem perceber que fim dariam a este caso . A reunião demorou bastante tempo. Terá havido uma mais curta que terá durado 10 m mas depois houve outra que demorou seguramente mais do que uma hora.  E, ficou decidido que hoje já não haveria mais audiência. À saída do Tribunal, Vitor Santos Oliveira , o advogado de Gonçalo Amaral , mostrou surpresa pela decisão do seu cliente e disse que isto não foi uma estratégia combinada pelos dois. 

VSO: acção concertada de certeza absoluta que não foi. Desconheço os motivos, presumo que será uma decisão essencialmente íntima da parte do meu cliente ,uma questão do foro pessoal dele que não sei o que mas imagino que seja portanto é uma decisão que têm todo o direito de a fazer. 

Repórter: acha que foi para atrasar?

VSO: acho que não; não acredito nisso . Se fosse uma estratégia dessas, seria uma coisa muito mal pensada … o meu cliente decidiu assim, sozinho e o problema é dele. ….. Claro, quando se tem uma defesa já feita, quando se fez já um trabalho sobre este processo quando se deixou queimar marcos neste processo nomeadamente a reposição da venda dos livros que foi esta defesa que o fez e nomeadamente deixar provado que os mccann mentem e que mentiram para o processo em nome da filha e que não o podiam ter feito e isso está mais que substantivamente provado , é óbvio que surpreende sempre como é lógico porque um dos marcos importantes deste processo, parece-me a mim , não foram um, foram dois, repor os livros à venda apoiado numa decisão do Tribunal da Relação que diz claramente que os mccann é que se expuseram de livre e expontânea vontade .Portanto ficariam sujeitos ao escrutínio de todas as pessoas. Portanto não faria sentido estar a reter os livros. E aí, o trabalho desta defesa foi repor a venda desses livros e isso conseguiu-se em pleno .

Outra questão é que existe uma ordem WOC que diz quem tem a responsabilidade e quem tem a tutela da criança é o Tribunal Inglês e isto já era conhecido dos mccann no momento em que interpuseram esta acção. Pena é que isto não tivesse sido feito logo à contestação e que não era eu o advogado mas  isso está feito e está provado ; tanto que existe um despacho a conceder 30 dias aos mccann para trazerem uma autorização do Tribunal Inglês sob pena de o réu Gonçalo Amaral sair absolvido no pedido formulado pela desaparecida , a infeliz desaparecida Maddie McCann como é óbvio…. Mas isso está feito.
Quando se deixa um processo sem coisas feitas é que é mau…

Pergunta: o que vai acontecer agora?

VSO: eu não acredito que tenha sido uma estratégia. Não acredito mesmo. Nem vou responder a essa pergunta dessa maneira , pois não acredito e nem vou comentar se foi ou não uma estratégia. Porque acho que não é uma estratégia.

 (novamente ) Pergunta: o que vai acontecer agora?

O que vai acontecer agora é que o réu Gonçalo Amaral tem 10 dias , por um juízo de equidade e de justiça por parte do tribunal , tem 10 dias para conceder um novo mandatário e vir para os autos. 

Onde iria ser decidido a prestação de declarações dele , ouvir as declarações dos mccann e prestar 
alegações. Boa tarde.

( Luis Maia faz o resumo do que SO disse) e logo a seguir à saída de VSO saíram também os mccann. Gerald e Kate falaram aos jornalistas… 

LUIS MAIA: um pouco mais à frente confrontei o casal mccann e perguntei se Maddie ainda estava viva. G. disse que……………

E, também perguntei o que tinham eles a dizer quanto às buscas que a polícia inglesa…….

até porque essas mesmas buscas da polícia inglesa já segue a pista do homicídio, ou seja que Maddie McCann já não estaria viva. 
E o casal mccann reiterou que Madeleine é uma criança que desapareceu e que tem o direito de ser encontrada. Quanto……..

ESTÚDIO: 

HC: primeira nota, há anos que o casal mccann não falava aos jornalista assim ,de improviso.  
 Há aqui um comportamento  novo e este comportamento começa-se a entender nos últimos meses. Repara que nos últimos meses o casal mccann propõe o fim de uma queixa que tinha apresentado contra várias pessoas , propõe inclusivamente negociar o fim desta queixa contra Gonçalo Amaral fora do julgamento .
Tanto quanto eu sei, tenho uma fonte próxima do processo que me garante que a defesa de Gonçalo Amaral não estaria pelos ajustes precisamente porque havia a convicção da parte da defesa de Gonçalo Amaral que estes senhores iriam ter de explicar coisas que nunca tinham explicado. Portanto não era tão difícil quanto isso defender o Inspector Gonçalo Amaral. Aliás, se bem nos lembrarmos o livro de Gonçalo Amaral que foi proibido, que foi escandalosamente proibido neste País, parecia que estávamos na censura , foi devolvido às bancas . Foi provado neste julgamento, que é Cível, que afinal quem tem a tutela da criança é um Tribunal Inglês, não são os pais. Não parece que as coisas lhes estivessem a correr bem . Ouviste agora ao LM contar que o senhor Gerry diz que acredita que a filha está viva … ele não deve ter falado últimamente com a polícia inglesa ; a polícia inglesa andou à procura da menina morta lá no Algarve . Portanto algo de estranho se passa no Reino de Sua Majestade , a Rainha de Inglaterra neste caso.  

PERGUNTA 
Que se terá passado na cabeça de Gonçalo Amaral para deixar cair a defesa que tinha….?

HC: a decisão foi ontem anunciada , tive a oportunidade de conversar com o Dr. VSO, a decisão foi ontem comunicada a ele às 22h mas sobre o que se passa na cabeça das pessoas , temos aqui o Dr. Paulo Sargento.

RAPAZ: mas temos de convir que é estranho.

HC: muito.Muito estranho. 

PS: é muito difícil de perceber e ontem por volta das 22h toda a gente tentou entrar em contacto com o Gonçalo Amaral e eu só consegui falar com ele hoje de manhã. Não vou falar do teor da conversa , são questões que têm a ver com a vida dele . Ele a seu tempo dirá o que o levou a decidir isto mas disse que não era o momento certo para decidir assim. Nós quando decidimos muito em cima e ainda por cima com o risco de estar a morrer na praia, regra geral decidimos mal. E quando decidimos sozinhos e não perguntamos a opinião daqueles que nos rodeiam … julgo que era o mínimo que poderia ter sido feito , pois tal como os mccann que têm pessoas a trabalhar junto deles, o Gonçalo Amaral felizmente tem tido também pessoas que, enfim, estão a ajuda-lo sistemáticamente e que estão ao lado dele e que estão também neste processo … e que devia existir uma prévia conversa porque este próprio caso está , digamos, muita gente ligada a este caso. Os motivos são dele, ele dirá a seu tempo, ele tem todo o direito do ponto de vista de Cidadão de decidir como acha . Agora isto é um revés grande. Eu tenho  de assumi-lo públicamente porque depois de nós termos, aquilo que era fundamental que era a venda dos livros e o casal mccann estar putativamente impedido de fazer este processo e que poderia eventualmente levar à nulidade , é uma coisa que não se percebe. Mais ainda quando a doutora isabel duarte disse qualquer coisa como “enfim isto,esta situação, enfim, veio no decorrer duma situação que se tentou negociar de facto de fora do tribunal e não se conseguiu ….. o semblante da kate…..
HC: o casal tentou negociar ; a iniciativa foi do casal mccann 

PS : neste caso eu já não sei o que é invulgar ou vulgar. este caso …

HC: “ diz -me sabedoria, porque as pessoas com mais de 50 anos são sábias …. bla,bla……
Tu (JP) presentas queixa contra uma pessoa no tribunal , começa o julgamento e tu propões um acordo extra judicial ?



PS: é uma reviravolta. 

HC: não deixa de ser curioso, e não sei qual é a leitura disto, no dia das alegações finais, no dia em que o casal mccann ia ser ouvido … no dia a seguir em que os policias ingleses saíram daqui com uma mão à frente e outra atrás, sem nada, no dia a seguir todos os comentadores, todos os que aqueles senhores gostam aqueles que os senhores não gostam , os que sabem, os que não sabem , os que gostavam de saber, os que não gostavam de saber , terem feito uma análise do comportamento  da polícia inglesa aqui, a seguir a isto tudo, no momento em que tudo indicava um caminho , o Inspector Gonçalo Amaral retirar esta defesa e ir à procura de outro … não percebo.

PS: eu estou seguro que não há estratégia. Isto tem a ver com a vida de Gonçalo Amaral e ele entenderá dar as explicações….

(JP e pergunta do facebook…) Ele terá sido intimidado por alguém?

PS: não creio. 

HC: como é que tu disseste? ( para JP) Há 1001 hipóteses de tudo ser verdade .É a minha leitura. 
Uma coisa é verdade no deserto é muito mais fácil aceitar uma bebida do que em Lisboa. Não tenho a mínima dúvida . Mas tenho uma curiosidade para pôr ao Professor. O Professor esteve no Tribunal . Eu não estive mas houve uma pessoa que me contou que o gerry mccann andou por lá armado em polícia….

PS: foi uma circunstância 

HC: do seu conhecimento científico ….. boa,boa….. do que observou da linguagem corporal do casal no tribunal ….
PS: há dois dados curiosos. O casal estava sentado mesmo à porta da sala  dos Juízes , aliás como das outras vezes, numa posição eu diria, estática, tipo Museu da Cera,  quase não se mexiam com muita gente à volta, tradutora,advogada. Depois, numa outra altura o casal estava com um semblante alextimico ( VER SIGNIFICADO E ORTOGRAFIA) não transpiravam qualquer tipo de emoção ; embora a kate me pareça mais triste apesar de tudo  . A seguir há uma circunstância que é curiosa , eu estava salvo erro, com o Luis Maia, num banco, o casal mccann estava noutro banco sentado, parece-me com a tradutora e de repente estavam duas bloggers, uma portuguesa e uma holandesa e a páginas tantas uma delas, creio, tira uma fotografia e de repente vejo o gerry mccann a levantar-se e a ir direito a essas duas pessoas e perguntou a uma delas se falava inglês. Ela disse que sim . “Você não nos pode tirar fotografias!” com um ar muito irritado e depois voltou e sentou-se. O que é muito curioso é a forma como eles recém a notícia via tradutora de que o julgamento iria ser adiado . da parte do Gerry , e é um facto curioso pois temos conseguido sempre observar isso , aquele homem consegue manter sempre o mesmo “facies”, é como se não tivesse recebido qualquer notícia. Da parte da kate, faz um ar e expressão de queda como se estivesse à espera que as coisas acabassem por ali e que teria de continuar . O que é consistente com esse discurso que ele teve. esse discurso é consistente com a postura corporal e com as emoções. O gerry é um sujeito impenetrável e sempre que eu o vi , vi-o com essa capacidade de não mostrar qualquer expressão emotiva . Um homem com ar frio mas hoje mais agressivo , quando foi aquela circunstância, crispado.

HC: mas eu já o vi crispado e agressivo naquela célebre entrevista em Espanha. 

PS: hoje confirmei, eles entraram pela porta que se deve entrar. Nós estivemos em dada altura ( sim responde a HC eles chegaram cedo um bocadinho antes das 9:30 ) 

HC: as pessoas que chegaram mais cedo ao tribunal foram o casal mccann e Gonçalo Amaral. É engraçado…. é curioso.

PS: O Gonçalo Amaral chegou de manhã e foi informar o tribunal que revogava .
boa,boa…….    O Gonçalo Amaral quando tomou esta decisão com os motivos que lhe assistem e com as razões que ele acha que tem para tomar esta decisão , tem de ter outra coisa. Ele tem de ter a visão, aliás ele é Jurista, do que pode e não pode fazer . A meio da manhã telefonei-lhe novamente  a avisa-lo , a alerta-lo e ele pareceu-me confiante naquilo que está a fazer . Enfim. Agora não é compreensível , aliás as razões pessoais podem ser todas compreensíveis, só que neste momento estamos numa altura do processo em que por mais fortes pareçam as razões pessoais , elas não são suficientes para tomar decisões que muitas vezes são precipitadas e que podem de facto levar a “ morrer-se quando se poderia sobreviver” . E, portanto julgo que deveremos todos ter calma e esperar um bocadinho também que o Inspector Amaral diga de sua justiça. 

LMaia: ( vila a falar do que VSO disse….) e fala do que isabel duarte disse........