sexta-feira, 13 de junho de 2014

Figura triste CdM : opinião.

Tiro e Queda 


Figura triste 

A investigação destas duas semanas, se é que se pode chamar investigação, foi surreal.


Por:Carlos Anjos, presidente da Comissão de proteção de vítimas de crimes
Se existissem dúvidas quanto à investigação da PJ, eis que a polícia inglesa veio credibilizá-la. A investigação a que assistimos nestas duas semanas, se é que se pode chamar investigação, foi, no mínimo, surreal. Vendo Andy Reedwood, senti saudades de Gonçalo Amaral.

A polícia inglesa não fazia ideia do que andava a fazer, para além de gastar dinheiro – em dois anos já gastou 8 milhões de euros, o orçamento operacional da PJ num ano. Em duas semanas, disseram-nos que Maddie foi raptada por um abusador que se deitava na cama com os menores. Como a menina acordou, matou-a e enterrou-a.

De seguida, foram três portugueses, mas podiam ser seis, que andavam a fazer assaltos. Maddie acordou e foi morta e enterrada. Depois, nas buscas, encontraram dois pés de canábis e, então, eis que Maddie foi morta por traficantes que iam assaltar a sua casa.

Facto objetivo: os ingleses não têm dúvidas de que houve um roubo.

Problema: não há arrombamento, as portas estavam fechadas e nada foi roubado.

Então, comais em: http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/opiniao/carlos-anjos/figura-triste