quinta-feira, 19 de junho de 2014

Escavar ao lado e esconder a verdade

Polícia inglesa esconde provas no caso Maddie


http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/policia-inglesa-esconde-provas-no-caso-maddie

Traduzido para inglês : http://joana-morais.blogspot.com/2014/06/hidden-evidence.html

Investigação

Gonçalo Amaral diz que informações fornecidas por uma mulher que viu pai de Maddie a caminhar em direção à praia desapareceram dos ficheiros.

  • 16 de Junho 2014, 07h34

Por:Magali Pinto

Poucos dias depois de Madeleine McCann ter desaparecido do aldeamento turístico Ocean Club, na Praia da Luz, Algarve, a 3 de maio de 2007 (há sete anos), surgiu uma testemunha: uma turista britânica que disse ter visto o pai da menina a andar na praia à noite. A revelação foi feita pelo ex-coordenador da PJ Gonçalo Amaral, que acrescenta que os dados dessa testemunha desapareceram.

"Tentámos recuperar esse testemunho e os documentos que se encontravam na esfera britânica e simplesmente desapareceram. Ainda hoje não sabemos quem é essa pessoa e onde está", disse Gonçalo Amaral. Hoje, o ex-coordenador da PJ de Portimão vai encontrar-se novamente com Gerry e Kate no Palácio da Justiça, em Lisboa, uma vez que vai continuar o julgamento em que o casal britânico pede 1,2 milhões de euros de indemnização pela publicação do livro ‘Maddie, A Verdade da Mentira', da autoria de Gonçalo Amaral, em que defende a tese de que os pais são os responsáveis pelo desaparecimento da menina e pela ocultação do cadáver (ver caixa). Gonçalo Amaral não tem dúvidas de que a Maddie está morta. "Os pais da menina tinham a chave da igreja e nessa mesma igreja foi realizado um velório um mês depois do desaparecimento. Segundo algumas informações, a criança bem podia ir nos pés dessa mulher que ia ser cremada", explicou ainda Gonçalo Amaral.