sábado, 26 de outubro de 2013

GA : todas as linhas de investigação

Inspector do caso Maddie espera que se sigam todas as linhas de investigação

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=25&did=127133

25/10/2013



O ex-inspector da Polícia Judiciária, Gonçalo Amaral, responsável pela investigação do caso Madeleine McCann, congratula-se com a reabertura do processo em Portugal.

Gonçalo Amaral espera que “a investigação continue seja a partir do ponto em que foi interrompida, seja a partir das convicções de quem analisou os factos posteriormente”.

No entanto, Gonçalo Amaral deixa um recado e afirma que “uma investigação criminal não pode ter como preocupação o politicamente correto, nem ter o seu objecto limitado por interesses pessoais, nem ser alvo de intoleráveis pressões e actos coercivos”.

O ex-inspector diz que apenas se forem realizadas todas as diligências em falta, tendo em aberto todas as linhas de investigação, se pode dizer que a investigação foi livre e objectiva.

O Ministério Público anunciou esta quinta-feira a reabertura do inquérito sobre o desaparecimento de Madeleine McCann, depois de a Polícia Judiciária ter apresentado novos elementos. A criança inglesa desapareceu no Algarve em Maio de 2007.

Uma nota da Procuradoria-Geral da República (PGR) adianta que o ministério público determinou a reabertura do inquérito relativo ao desaparecimento da menina britânica segundo a lei processual penal, que diz que "o inquérito só pode ser reaberto se surgirem novos elementos de prova que invalidem os fundamentos invocados pelo MP no despacho de arquivamento" do caso.