quarta-feira, 16 de outubro de 2013

GA: entrevistas





Gonçalo Amaral, ex-inspector da Policia Judiciaria e autor do livro Maddie, A Verdade da mentira, diz que os novos factos sobre este caso são uma manobra publicitária dos pais da menina desaparecida
Boa tarde, comigo tenho Gonçalo Amaral ex-inspector da Policia Judiciaria que escreveu o livro Maddie, A Verdade da mentira para comentar também este caso que está a marcar a atualidade, pergunto-lhe em primeiro lugar como vê estas notícias de que há novos suspeitos, de que Maddie pode estar viva numa ilha do Mediterrâneo, como vê isto tudo?
Olhe vejo como nada de novo… vejo como nada de novo, é… parece só uma campanha publicitária de…  de intoxicação e de desinformação, nada mais
Porquê?
Porquê? Porque está a decorrer o processo cível em que esses senhores são autores, os pais dessa criança, e em que eu sou réu com outras pessoas, é só isso… é para influenciar o tribunal … é uma forma ignóbil de intervir, de fazer um julgamento na praça pública, e nada mais do que isso.
Como vê… se se confirmar que esta tese, que a sua tese é realmente falsa, porque a polícia britânica está neste momento a investigar o caso com novas pistas, o que vai fazer?
Olhe.. essa da tese é falsa é assim… uma investigação tem um começo, um meio e um fim, esta foi um investigação que não deixaram chegar ao fim… enquanto não for aberto o processo não se sabe o que aconteceu, enquanto não for feita uma reconstituição, pelos suspeitos da altura, pelas outras testemunhas que lá estavam… uma reconstituição séria e não uma encenação, não se sabe realmente o que é que aconteceu. Quanto ao resto, é folclore..
Pergunto-lhe também o facto da Procuradoria-Geral da Republica ter arquivado o processo e de agora estar a ser também investigado este processo agora já… no Reino Unido, como vê isto, o que é que falhou nesta investigação aqui em Portugal?
Olhe, não está nada a ser investigado nesta investigação no Reino Unido.  O que está a ser investigado, foi feita uma reavaliação de avistamentos e outras coisas, foi lido o processo… foi enviada para Portugal há tempos uma carta rogatória, foi a terceira tentativa para essa carta entrar…. Isso já foi dado notícia há mais de que…  dois meses dessa carta rogatória e hoje essas coisas foram reavivadas, digamos assim, nada mais do que isso. O processo cá mantém-se arquivado, infelizmente, devia estar de facto reaberto e quem se poderia ter oposto na altura a esse arquivamento,  que eram os pais da criança porque eram arguidos, podiam-se ter oposto ao arquivamento, não o fizeram, por isso não estão interessados em que se saiba a verdade.
Muito obrigado
Obrigado
É portanto declarações de Gonçalo Amaral que mantém a tese de que foram realmente os pais da criança, Madeleine McCann que estão por trás deste desaparecimento de criança que chocou o mundo.





http://rd3.videos.sapo.pt/OBMLIZBOZbHKZgtNyrBT/mov/1&quality=sd