sábado, 28 de abril de 2012

Nada indica que a criança esteja viva.









Correio da Manhã reveals the latest developments on the Maddie Case
The English Pro McCann couple media as written by two lusophobic tabloid hacks, another English political interference and an English cop's breakfast video 


A poucos dias de fazer cinco anos que Maddie desapareceu na Praia da Luz, no Algarve, não há qualquer pista que permita a reabertura da investigação. A Polícia Judiciária do Porto está há mais de um ano a reler todo o processo, mas também nada encontrou que permita esclarecer o desaparecimento da menina inglesa.
Também as "195 pistas" que anteontem as autoridades britânicas anunciaram ter detectado após rever o processo já arquivado não foram ainda formalmente reveladas à Judiciária, apurou o CM, por também elas serem apenas linhas de investigação e não factos concretos que indiquem a localização da criança.
"Isto não passa de folclore, no domínio dos avistamentos, das suspeitas dos médiuns e dos videntes. A tese de rapto é apenas uma opinião de alguém que é livre de dizer o que lhe apetece. E não nos podemos esquecer que a polícia de Londres tem de justificar o dinheiro que gastou nesta investigação. Tem de dar alguma coisa à opinião pública", diz ao CM Gonçalo Amaral, ex-responsável da PJ pelo caso, reafirmando que a investigação da altura seguiu todas as regras.
"A Maddie foi vista pela última vez às 17h30 de dia 3 de Maio de 2007. Nessa altura foi feito tudo o que se podia e conseguimos demonstrar que era materialmente impossível ela ter sido raptada. Infelizmente não chegámos ao seu paradeiro."
Relativamente à reanálise do processo em Portugal, o CM sabe que não está a ser feita a par da investigação inglesa. Embora pontualmente possa haver uma colaboração entre as duas polícias, o objectivo é autonomizar as duas investigações, de forma a que não sejam contaminadas. Em Portugal, a reanálise do caso não permitiu avançar mais do que já tinha sido apurado durante a investigação. Nada indica que a criança esteja viva.


Investigação
Caso Maddie ainda sem pistas credíveis
CM revela os últimos desenvolvimentos do caso Maddie.
Tânia Laranjo