segunda-feira, 12 de março de 2012

Relembrando as arrogâncias.





J.A.C.- No início deste telejornal , uma citação de um amigo da família transmitindo uma citação do casal McCann que diz basicamente isto: " encontrem o corpo e provem que a matamos" . Que explicações estão a ser dadas , ditas desta forma?

S.F. - O Daily Mail, que foi o jornal que avançou essa informação , diz que sabe que os advogados dos McCann , M.K. e A. McBride , já lhes disseram que sem aparecer o corpo , será muito difícil provar que eles estão por trás de um crime de homicídio e de ocultação de cadáver . Mas, convém referir aos nossos telespectadores que faz hoje precisamente três anos que Joana desapareceu e que a mãe de Joana e o tio de Joana foram condenados pela Justiça Portuguesa à pena máxima e que se encontram a cumprir essa mesma pena por um crime que 
foi provado que cometeram mas nunca apareceu o corpo ou seja, se os advogados dos McCann lhes disseram isto , seguramente não estão a par dos desenvolvimentos históricos em casos judiciais em Portugal nomeadamente este  de Joana. 


Uploaded by  on Dec 1, 2007
from Telejornal, RTP1, Sept. 12 2007

http://gazetadigitalmadeleinecase.blogspot.com/2007/09/justine-mcguiness-and-angus-mcbride-met.html
 Leiam aqui tudo, embora haja ligações inglesas desaparecidas muito convenientemente.



em googlenglish

JACEarlier this newscast, a quote from a family friend sending a quote from theMcCanns that basically says this: "find the body and prove that the kill." 
What explanations are being given, called in this way?

SF - The Daily Mail that the newspaper was moved to this information, says he knows that lawyers of the McCanns, MK and A. McBride has told them that the body does not appear it will be very difficult to prove that they are behind a crime of murder and concealment of a body. 

But it should be noted that our viewers precisely three years ago today that Joana has disappeared and the mother of Joana and uncle of Joana were sentenced by Justice  Portuguese the maximum penalty and that are serving the same sentence for a crime that
been proven to have committed even the body  never appeared in other words, if theMcCanns' lawyers said that they certainly are not aware of the historical developments in court cases in Portugal and in particular that of Joana.


Enviar um comentário