domingo, 18 de março de 2012

o "Crime" 16 Fevereiro 2012


Maddie e os milhões

Paulo Sargento



No último fim-de-semana, os media britânicos voltaram a falar do caso Maddie. Aliás, de quando em quando, alguns tablóides vão tentando manter o caso “vivo”, socorrendo-se ora de notícias antigas mal refrescadas ora de acusações polémicas ao ex-investigador da Polícia Judiciária, Dr. Gonçalo Amaral.

No último fim-de-semana a estratégia voltou a ser “o ataque ao ex-inspector”. Vieram à baila, novamente, os alegados milhões ganhos pelo Dr. Gonçalo Amaral, quer pela venda do livro e do DVD “A Verdade da Mentira”, quer por alegada venda de informações. Dois jornais do mesmo grupo publicaram estas temerárias “notícias”, ao passo que outro jornal anunciava, com uma crítica muitíssimo favorável, um novo livro sobre o caso, da autoria de Kate McCann (que é, como sabemos, mãe de Madeleine McCann), sublinhado o êxito editorial e financeiro do anterior.

Na passada semana, em Portugal, soubemos que o julgamento referente ao processo-crime interposto pelo Dr. Gonçalo Amaral (por alegada difamação à sua pessoa) ao Dr. Marcos Aragão Correia (Advogado da cidadã Leonor Cipriano, que cumpre pena por homicídio de Joana Cipriano, sua filha) e ao Prof. Doutor António Pedro Dores (Presidente da Associação Contra a Exclusão pelo Desenvolvimento) foi adiado para dia 29 de Março.

Na passada semana, também em Portugal, soubemos que a ação principal do casal McCann (no âmbito de um processo cível de pedido de indeminização por alegada difamação às suas pessoas) contra o Dr. Gonçalo Amaral também foi adiada, sem nova data marcada.

Na passada semana tornou-se público que o casal McCann e o Dr. Marcos Aragão Correia partilham a mesma Advogada, a Dra. Isabel Duarte, e o Senhor Bastonário da Ordem dos Advogados, Dr. António Marinho e Pinto, como testemunha.

Na passada semana tornei a ver à venda, numa das mais importantes livrarias de Lisboa, um exemplar do livro “A Verdade da Mentira”. 

Sempre tive muita curiosidade com os timings dos acontecimentos no caso Maddie. Sempre achei que nada do que se passava, se passava por acaso. 

Passo a explicar: há três semanas que o Dr. Gonçalo Amaral tem novo Mandatário e surgiu nova, e até agora desconhecida, mas muito relevante documentação para o caso Maddie. VOILÁ...

Sei que novos processos virão, porque tal já foi prometido publicamente. Antecipo que novos, e surpreendentes, personagens (autores, arguidos e testemunhas) constem já dos foros do segredo de justiça. Contudo, sei que de Maddie, verdadeira e objectivamente, nada se sabe! 

Ocorreu um crime hediondo contra uma criança indefesa e desprotegida! Reitero: indefesa e desprotegida! Independentemente do que aconteceu, o interesse de Maddie nunca foi verdadeiramente reclamado. Pelo contrário, quase 5 anos depois, alguns continuam a reclamar milhões que outros, alegadamente, ganharam, secundarizando os seus próprios e avultados lucros nesta história.     

Já agora, e para terminar por hoje, será que os profissionais da mediunidade que sugerem um cenário próximo aos sugeridos no processo da Policia Judiciária e no Livro “A Verdade da Mentira” também estarão no rol de arguidos dos prometidos processos?