quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

A injustiça continua a tortura.

Boa composição desta capa do JN pois coloca dois títulos de notícias que " nada " têm a ver com o caso do Rui Pedro.

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/opiniao/sem-culpa-e-sem-desculpa


Opinião  Por: Tânia Laranjo, Jornalista

Sem culpa e sem desculpa

O pior da justiça voltou a ser a única face que ontem pôde ser apreciada pelos muitos que no exterior do Tribunal de Lousada tentavam fazer justiça pelas próprias mãos. A GNR protegia Afonso de uma multidão enraivecida, mas Filomena saía sozinha, amparada pelo marido e pela filha. Duas horas e meia depois de entrar na sala de audiências, Filomena não recebeu o merecido pedido de desculpas.
Carla Fraga, juíza presidente, explicou o direito, falou dos factos, mas esqueceu-se que uma mãe, ali mesmo, tinha mais uma vez sido defraudada das suas legítimas expectativas.
O resto... já era expectável. Os direitos do arguido, o silêncio que a lei permite, o tempo que toldou as memórias. Filomena terá de continuar, sozinha, a procurar Rui Pedro; os juízes não se envergonham de uma (in)justiça que em quase 14 anos não conseguiu devolver um filho à sua família.


Enviar um comentário