sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Injustiça






22 Setembro 2011   http://espacodonuno.blogspot.com/2011/09/injusticas.html



O que me revolta, é aquilo que ouvi num programa televisivo. 

Já sabia da história, mas revolta-me que o Pai da Senhora Juíza não esteja atrás das grades como um cidadão qualquer. 

Quer dizer,  dá  5 tiros ao Pai da sua neta, enquanto está com a sua neta ao colo e agora tem direito a prisão domiciliária ? 

Revolta-me o que aconteceu ao falecido e ao facto da menina de 4 anos, ter ficado sem o Pai por causa de um acto louco do seu Avô. Fico triste pelo sofrimento da família do falecido. 

Já devia de estar habituado á Injustiça neste País. E quanto a mim, a Juíza devia ser destituída do cargo que ocupa e ser proibida de voltar a ser Juíza. Se não foi capaz de resolver os seus problemas com o ex-marido, também não devia de ser Juíza. 

E o Breivik, que segundo as notícas, iria ter direito a 25 ou 35 anos de pena máxima, pelos 60 e tal crimes que cometeu ? Esse deveria ter prisão de ter prisão perpétua. 

E a impunidade do casal McCann ? Ando a ler um livro chamado " Profiler " escrito pela Pat Brown. Pelo que li no blog dela, aconteceu com o  livro dela em que falava do caso dos McCann, o mesmo que aconteceu ao livro do Dr. Gonçalo Amaral. 

Portugal portou-se mal em relação ao Dr. Gonçalo Amaral.... Pat Brown diz no blog dela, que o casal McCann deveria ser sujeito a um teste de polígrafo. 

Injustiça também é a questão do desemprego em Portugal.

 Li numa revista que uma jovem Professora foi colocada numa escola  por causa de uma cunha e que passou á frente de Professores com 10 anos ou mais de serviço. 

E quanto a muito desemprego que acontece em Portugal, não é por causa das empresas estarem na falência. A maior parte das vezes, as empresas fecham porque vão para outros Países, onde a mão de obra é mais barata. Todos sabemos, que muitas empresas recebem incentivos do Estado. O que o Estado deveria de fazer agora, era fazer uma cláusula em que proíbisse as empresas de fecharem portas 

( com a finalidade de irem para outros países ) .
Enviar um comentário