quarta-feira, 18 de maio de 2011

Trinta detectives e milhões de libras para procurar Mad die

Trinta detectives e milhões de libras para procurar Mad die




A notícia da reabertura da investigação foi criticada com o argumento de que os recursos da polícia eram mais urgentes para outros casos. Além disso, alguns dos 30 detectives estavam prestes a reformar-se e outros a entrar em baixa voluntária.




A Scotland Yard vai agora rever todos os arquivos cedidos pela polícia portuguesa, uma tarefa que será dirigida pelo inspector-chefe da unidade de homicídios Andy Redwood.


“Novamente se afectam os oficiais a uma investigação complexa na qual as possibilidades de sucesso não estão claras e que desviará recursos da polícia que poderiam ser empregues para resolver outros problemas”, criticou o membro da Polícia Metropolitana Lord Harris.




http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/portugal/trinta-detectives-e-milhoes-de-libras-para-procurar-maddie


De acordo com fontes policiais citadas esta quarta-feira pelo jornal "The Daily Telegraph", alguns dos membros da equipa recém-criada estavam quase na reforma ou prestes a iniciar períodos de baixas voluntárias.






























A investigação iniciada pela polícia portuguesa depois do desaparecimento de Mad die contou com a colaboração de agentes ingleses do condado Leicestershire e em 2008, por falta de provas.




Na semana passada, a Scotland Yard anunciou uma nova investigação, decisão criticada por desviar recursos policiais necessários para a resolução de outros casos.


Uma das dificuldades sentidas na altura pelos detectives ingleses, alguns dos quais ponderaram mesmo reformar-se, prende-se com o facto de a maioria da documentação sobre o caso encontrar-se escrita em português.




Não está em causa fazer-se o possível para averiguarmos o que aconteceu a Madeleine McCann, mas calculo que polícia metropolitana não deve estar muito satisfeita", admitiu Lord Harris, da Autoridade Policial Metropolitana. "Envolveram-se de novo oficiais numa investigação complexa, em relação à qual não estão claras as possibilidade de sucesso, além de desviarem recursos da polícia que podiam ser usados para resolver outros problemas", acrescentou.


http://www.jn.pt/Dossies/dossie.aspx?content_id=1854934&dossier=O%20caso%20Maddie%20McCann&page=2


http://www.dn.pt/inicio/globo/interior.aspx?content_id=1855104&seccao=Europa

Enviar um comentário