quinta-feira, 12 de maio de 2011

Segredos e mentiras. " traduzido " para " português". Desculpem

Eu não aprendi inglês, como tal a tradução não está perfeita.






Se ler a imprensa do Reino Unido, os jornais e sites de jornais, se assistir aos noticiários da TV britânica, acredite que acabará por ser perdoado ao sentir pena dos McCann,por acreditar que a pior coisa que fizeram foi passar férias numa região de Portugal sem lei ,repleta de criminosos da pior espécie e com Polícias ,trapalhões ,'estranhos', idiotas que mal dizem duas palavras de Inglês .


acabará por ser perdoado ao acreditar em tantas evidêncis, d que Madeleine foi raptada por uma rede de pedofilia apesar dos melhores esforços dos pais para protegê-la.




acabará por ser perdoado ao acreditar que Kate é a mãe perfeita, uma senhora de qualidade da moral elevada e profunda fé religiosa.


Acabará por ser perdoado ao acreditar que seu orgulhoso pai procura manter um perfil elevado no caso para garantir a busca da sua filha desaparecida continua, até que ela seja encontrada viva e bem e infringido aos seus raptores um momento difícil.


Mas para mim, o verdadeiro mistério não é o que aconteceu com Madeleine (um mistério, é claro, mas que tem sido amplamente resolvido pela Polícia Portuguesa )


mas porque a imprensa procura sempre evitar as perguntas difíceis e têm a mesma abordagem com eles como com a Realeza - evitam as questões controversas como a peste.


Não há, de fato, nenhuma evidência de que Madeleine foi raptada.


De fato, se o cronograma apresentado pelo McCann ( nunca encenado para evitar expor os erros significativos no mesmo) fosse credível, um rapto era impossível.


Mas há provas de que Madeleine foi levada nessa noite, mas não por um estranho.


Por que tanto tempo gasto em "documentário" dos McCann a discutir de que lado da estrada Gerry estava ,quando conversou com o produtor Wilkins?


A encenação acabou com o Inspector Coordenador aposentado, porque aos McCann "não importa qual for a maneira de o afastar ".


Se isso não importava, porque precisamos de ver o debate?


Não fugindo ao assunto, a ideia que está sendo incutida nas nossas mentes é a de que Gerry estava lá realmente e , ao mesmo tempo um raptor foi visto por Jane Tanner - sendo assim como vamos nós contestar?


Então, se Gerry e o raptor ,foram vistos ao mesmo tempo, então Gerry poderia ter sido o mesmo homem que a família Smith viu - e, mais tarde identificado como Gerry?




Agora somos informados de que a McCann querem que o caso seja reaberto com a participação das autoridades Portuguesas.


Na verdade, eles querem a revisão do processo, em vez de reabertura, uma diferença importante.




Uma revisão de avistamentos não é o mesmo que uma reabertura do inquérito.




O inquérito pode ser reaberto a qualquer momento, a pedido dos McCann.


Infelizmente para eles, originaria o estatuto de "arguido" e uma reconstrução dos acontecimentos de 03 de maio.




E isto é o que os McCann procuram evitar a todo custo.


Eles fugiram de Portugal, porque as provas foram - se acumulando contra eles.




Kate McCann recusou a responder às perguntas da polícia - talvez por arrogância ou talvez porque as perguntas eram muito mais pertinente para resolver o mistério do desaparecimento de Madeleine do que as colocadas pelo editor anterior do Daily Mirror.


Irónico, talvez, é que Gerry foi reconhecido como o homem que carregava uma criança a 3 de maio de 2007 quando descia os degraus do avião da fuga - Smith reconheceu o modo como ele segurava na criança, nesse dia era um dos gémeos.


Será perdoado por ser enganado pela imprensa britânica, mas jamais poderá ser perdoado se continuar a ser enganado pelas Kate McCann - num livro escrito por ela e revelando que ela não é de todo uma senhora com as qualidades todas.


** Peço desculpa a Ian e a quem ler o que "traduzi" **





Enviar um comentário