quinta-feira, 19 de maio de 2011

Gonçalo Amaral Jornal da Tarde SIC












Gonçalo Amaral pediu às autoridades que investiguem o paradeiro dos livros que a justiça proibiu a pedido do casal McCann. O antigo coordenador do caso Maddie admite que os exemplares do livro que escreveu tinham sido destruídos.




GONÇALO AMARAL ENVIA DENÚNCIA AO DIAP

http://videos.sapo.pt/N1zCuVsCNAuij2LllnBW




transcrição (possível)



Nas mãos Gonçalo Amaral traz uma denúncia que vai fazer chegar ao Departamento de Investigação e Acção Penal , de Lisboa

O Supremo Tribunal de Justiça autorizou a venda há vários meses do livro que escreveu, “ Maddie, a Verdade da Mentira” mas os 7.500 exemplares arrestados e à guarda da advogada do casal McCann ainda não foram devolvidos .


Isto é uma denúncia efectuada ao D.I.A.P- Departamento de Investigação e Acção Penal de Lisboa, relativamente à eventual prática de crime de destruição de objectos colocados sob domínio público , nomeadamente 7.500 livros “ Maddie, a Verdade da Mentira “ , do qual sou autor e , que estavam na posse de Kate McCann, Gerald McCann e da Dr.ª Isabel Duarte Soares Velho que foram nomeados fiéis depositários dos livros arrestados e estão desde Setembro de 2009 com eles .… Já houve decisões dos Supremos Tribunais Portugueses que anularam a providência cautelar no âmbito  do   que tinha ocorrido nesse arresto, portanto os livros teriam que ser devolvidos .


Sem gravar a entrevista, a advogada dos McCann confirmou que é fiel depositária dos exemplares e, que como tal jamais destruiria algo que lhe foi confiado pelo Tribunal .


Gonçalo Amaral sublinha que a acção interposta pelos pais de Maddie trouxe outros prejuízos .


“ O que causa grande prejuízo à Minha Família , principalmente à Minha Família e, a mim, é os outros arrestos com base numa acção judicial que ainda está a decorrer, na base de uma acção principal que ainda está a decorrer:

  os arrestos de direito de Autor, por exemplo do documentário; as penhoras
destruíram-me uma empresa de Consultadoria Criminal que foi destruída por parte deste casal e sua advogada . Portanto, há uma série de coisas que me impossibilitaram até de exercer uma actividade.


Com a denúncia que segue para o D.I.A.P., Gonçalo Amaral aguarda agora pela devolução dos 7.500 exemplares de “ Maddie, a Verdade da Mentira”.









http://joana-morais.blogspot.com/2011/05/seized-books-goncalo-amaral-denounces.html









http://sicnoticias.sapo.pt/video/?articleId=555699#videoPlayer_Top






http://sicnoticias.sapo.pt/EPG/

http://sicnoticias.sapo.pt/programas/primeirojornal/  19Maio2011
Enviar um comentário