domingo, 6 de março de 2011

13 anos depois..................

De: | Criado: 27/02/2011

"Foi acusado de rapto qualificado o presumível responsável pelo desaparecimento do menor Rui Pedro em 4 de Março de 1998, em Lousada. Trata-se de Afonso D., de 34 anos, motorista, residente em Freamunde, concelho de Paços de Ferreira.

Para incriminar o arguido, o procurador do Departamento Central de Investigação e de Acção Penal (DCIAP) baseia-se nos depoimentos de amigos e colegas de Rui Pedro, à data com 11 anos de idade, nas declarações de familiares da vítima e de uma prostituta ao encontro de quem o arguido levou o menor para ter relações sexuais no dia em que desapareceu.

Este encontro decorreu numa zona de prostituição em Lustosa, concelho de Lousada, e terá sido o último contacto conhecido que a vítima teve, apurou a Polícia Judiciária. Nos últimos 13 anos, os investigadores desenvolveram inúmeras diligências a nível nacional e internacional para determinar o paradeiro de Rui Pedro. Grande parte delas basearam-se num elevado número de informações e denúncias que colocavam o menor ora em Portugal ora em vários outros países, subjugado por pessoas ou organizações criminosas relacionadas com o tráfico de pessoas ou com situações de exploração sexual.

Os investigadores tentaram, em vão, esclarecer se Rui Pedro terá sido raptado por redes de pedofilia e tráfico de pessoas para exploração sexual e também não encontraram qualquer vestígio que apontasse para que o menor pudesse ter sido vítima de homicídio.

Colegas viram o carro

Ao princípio da tarde de 4 de Março de 1998, Rui Pedro não quis jogar futebol com colegas e, apesar da proibição da mãe, foi encontrar-se com o arguido, tendo abandonado a bicicleta. O encontro foi observado à distância por cinco colegas que viram Rui Pedro aproximar-se do Fiat Uno de cor preta conduzido pelo arguido e falar com ele. Três desses menores garantiram também ter visto Rui Pedro entrar no carro, que abandonou o local.

Uma prostituta foi interrogada pelos investigadores, tendo reconhecido o menor através de uma fotografia. Disse também que o arguido a convenceu a manter relações sexuais com Rui Pedro, a troco de dois mil escudos (cerca de 10 euros), convencendo-a de que teria 14 e não 11 anos de idade.

Nesse dia, ao fim da tarde, o explicador de Rui Pedro contacta o pai, informando-o de que o estudante tinha faltado à explicação. Como o menor não tivesse aparecido em casa até à hora do jantar, pelas 22h00 a família participou o desaparecimento no posto local da GNR.

As autoridades desencadearam de imediato buscas envolvendo guardas, bombeiros, familiares e amigos. Cerca de uma hora depois, a bicicleta do menor seria encontrada num local próximo daquele onde o Fiat Uno preto havia sido visto pelos companheiros de brincadeira de Rui Pedro.

Suspeito foi constituído arguido em 1999

O suspeito agora acusado foi interrogado e constituído arguido em Novembro de 1999, mais de ano e meio depois do desaparecimento de Rui Pedro. Negou qualquer envolvimento no caso, bem como que alguma vez tivesse levado o menor ao encontro com a prostituta, apesar de esta ter garantido o contrário e ter reconhecido o menor através de fotografia. O agora acusado negou também que o menor tivesse entrado na sua viatura no dia em que deixou de ser visto e afirmou que só horas mais tarde, já de noite, soube que estava desaparecido, tendo participado activamente nas buscas que então foram desencadeadas.

Desde o início, segundo o comandante do posto local da GNR, Afonso D. era visto pelas autoridades como sendo o principal suspeito. Um mês depois do desaparecimento, a família e amigos do menor difundiram cartazes com a sua fotografia e admitiram que ele se parecia com uma criança fotografada na Eurodisney, em França, numa reportagem publicada pela revista "Caras" acerca da viagem de uma família portuguesa. Nuno Rogeiro, que integrava a excursão, afirmou não se ter apercebido de qualquer situação anormal quando esteve junto da criança. Os investigadores pediram imagens, mas foram informados por um representante da Disney em Portugal de que nesse dia estavam desligadas as câmaras de vigilância."

(informação retirada do PUBLICO e video da TVI24)


http://www.youtube.com/watch?v=OcjcPNfBoiA&feature=related


Enviar um comentário