terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Imagem dos McCann muda na imprensa inglesa



















TERÇA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2010

A Verdade que Vaza...



........... Depois, como somos assim dotados para a escandaleira, sai um novo tipo de fenómeno chamado WikiLeakes, um Robin Wood da verdade e da tentativa de clarificar a justiça... e damos de caras com o assunto que não só foi chocante como vergonhoso para o país. O caso Maddie. Nos idos de 2007, escrevi umas coisitas sobre o assunto em outro blog, umas considerações pessoais, de mãe, de cidadã que lê, que pensou um bocado nas coisas. Nada de pretensioso...apenas coisas que andava a pensar.

E agora, a WikiLeakes coloca por meio de DOCUMENTOS, não, não são boatos, nem teorias da conspiração, mas sim DOCUMENTOS, onde mostram que tudo foi orquestrado de forma a que o casal McCann saísse de Portugal ileso de todas as acusações e com uma bom pé de meia para uma Fundação...
Houve o interesse do próprio Gordon Brown, e aí é que me bateu aquela coisa... que raios de interesse teria o Gordon neste assunto? Que alcance teria não só os pais de Maddie, mas também a corja toda que os acompanhou nessa viagem ao Algarve só para... diversão?

Foi colocado em causa a honra dos agentes, um deles, Gonçalo Amaral, usado como Judas em Sábado de Aleluia, malhado em praça pública...tudo para o benefício de um casal, que segundo consta deixou no quarto a dormir 3 crianças, sem ama.

Portanto, essa história toda mete um nojo medonho, desacredita um país que se agacha perante os outros, que tem um governo covarde e medíocre, que se deixa enxovalhar mundialmente. Que coloca a honra dos agentes de segurança em causa, que não se inibe em fazer deles joguetes do poder político. Não para o nosso bem, mas para um bem menos claro, não do comum cidadão.


TERÇA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2010
Casal McCann vs WikiLeaks
TERÇA-FEIRA, 14 DE DEZEMBRO DE 2010
gonçalo amaral já ri
****

CASO MADDIE

Imagem dos McCann muda na imprensa inglesa

por DN.ptHoje



.............. Embora não adiante quais as provas encontradas, no telegrama, o embaixador garante que os investigadores ingleses estavam inclinados a nomear formalmente os McCann como suspeitos."






Enviar um comentário