sábado, 25 de setembro de 2010

Gonçalo Amaral em programa TV

http://sic.sapo.pt/online/noticias/programas/perdidos+e+achados/Video/
Um crime por resolverRené e Fernanda Nascimento procuram há 12 anos a resposta a uma única pergunta: quem lhes matou o filho e porquê. Em Fevereiro de 1998, o filho Jorge, de 27 anos, foi encontrado morto na berma de uma estrada secundária entre Castro Marim e Alcoutim, no Algarve. Até hoje ninguém sabe quem o foi o autor do crime.

No dia 2 de Fevereiro de 1999 Jorge Nascimento saiu à hora habitual do Instituto de Emprego e Formação Profissional em Loulé onde era técnico superior. Mas naquele dia nunca chegou à casa onde vivia com os pais.

Dois dias depois, chegava a notícia. Jorge tinha sido encontrado morto com dois tiros à queima-roupa.

A pista mais valiosa era uma câmara de vigilância de uma caixa multibanco no sul de Espanha, que filmou dois suspeitos a fazer levantamentos com o cartão da vítima.

As imagens foram exibidas pela primeira vez no programa “Casos de Polícia” da SIC. À Polícia Judiciária chegaram dezenas de telefonemas. Depois de vários interrogatórios surge uma nova pista: o suspeito era um português, toxicodependente, que morava no Algarve.

Doze anos depois da reportagem do Casos de Polícia, o Perdidos e Achados reencontrou os pais de Jorge Nascimento. Quisemos saber por que motivo continuam sem saber quem lhes matou o filho.



Jornalista: Ana Paula Félix
Imagem: Carlos Aranha
Edição: João Nunes
Produção: Madalena Durão; Diana Matias
Coordenação: Sofia Pinto Coelho
Direcção: Alcides Vieira
  
Enviar um comentário