sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Detido inglês que fotografava crianças na praia - Portugal - DN

Detido inglês que fotografava crianças na praia - Portugal - DN

Pais apresentaram queixa. Turista foi detido e tinha na máquina várias imagens de crianças entre os oito e os 15 anos

Um homem suspeito de fotografar menores na praia do Marinotel, em Vilamoura, foi ontem à tarde detido pela Polícia Marítima (PM). Na base da intervenção policial estiveram as denúncias levadas a cabo por três casais de pais que estranharam a atitude do indivíduo, um cidadão inglês de 48 anos. Segundo fonte do Comando da Zona Marítima do Sul, os queixosos testemunharam que "o homem apontou por várias vezes a câmara fotográfica aos filhos que brincavam na areia, junto à água".
Sem falarem com o suspeito, por volta das 15.00, os pais das crianças visadas pela objectiva acharam por bem chamar a Polícia Marítima para o identificar e confirmar se o desconhecido estava mesmo a tirar fotografias aos menores, sem autorização dos progenitores.
"Quando a Polícia Marítima chegou ao areal, ainda pôde observar o homem a tirar algumas fotos", disse ao DN um veraneante português que se encontrava na praia. Quando foi abordado, o cidadão inglês, de 49 anos, não resistiu ao pedido das autoridades, no sentido de visionarem os registos fotográficos que continha o cartão de memória da máquina que tinha em mãos.
"Pudemos verificar a existência de muitas fotografias de crianças, com idades compreendidas entre os oito e os 15 anos" no referido cartão de memória, confirmou ao DN Comandante da Zona Marítima do Sul Marques Ferreira.
Posto isto, o indivíduo foi levado sob detenção pelos agentes da Polícia Marítima. De acordo com o que a PM apurou junto da Polícia Judiciária, o cidadão inglês não tem cadastro e foi presente ao Ministério Público de Loulé.
Foi constituído arguido, mas saiu em liberdade com termo de identidade e residência. Deverá ser hoje ouvido por um juiz, às 10.00, novamente no Tribunal Judicial de Loulé.
Na praia, para além dos pais que apresentaram queixa, poucos foram os que se aperceberam da atitude do turista e da intervenção da polícia.
Este é o segundo caso registado de um adulto a fotografar menores em praias algarvias registado em cinco dias.
Enviar um comentário