sexta-feira, 11 de junho de 2010

Resíduos tóxicos numa antiga mina em S. Pedro da Cova


A CDU vai propor à Câmara de Gondomar e ao Ministério do Ambiente que procedam à remoção urgente dos resíduos tóxicos numa antiga mina em S. Pedro da Cova, situação denunciada pela TVI.

http://www.tvi24.iol.pt/ambiente/tvi24-cds-gondomar-residuos-mina-remocao/1168992-4070.html

Resíduos tóxicos numa antiga mina em S. Pedro da Cova.

«Crime ambiental cometido contra a população de S. Pedro da Cova»

"Descontaminação dos solos e uma reposição do terreno com «terras limpas», de modo a fazer-se justiça à população de S. Pedro da Cova."

Repórter TVI: o maior aterro nacional em «O estado do crime»
Fica em São Pedro da Cova (Gondomar) e pertence ao Estado.
Uma reportagem de Rui Aráujo, Rui Pereira e Carlos Lopes


É uma história assustadora e surpreendente: os resíduos do maior aterro clandestino do país são perigosos e pertencem ao estado português. A história começa com a privatização da Siderurgia Nacional, na Maia, em finais de 1995 e prolonga-se até aos dias de hoje.

No Repórter TVI desta segunda-feira vamos mostrar esse aterro, que fica em São Pedro da Cova (Gondomar). Mais de trezentas e vinte mil toneladas de resíduos tóxicos, do estado português, que foram ali ilegalmente despejadas.
Cinco meses de investigação permitiram à TVI descobrir os meandros de uma operação polémica, que não se resume a um crime ambiental particularmente grave.

O esquema foi montado por uma empresa pública e um consórcio privado - que entretanto desapareceu - não só penalizou os interesses do estado como pode indiciar fraude fiscal, lavagem de dinheiro e corrupção de políticos eleitos e gestores públicos e privados. É por isso que o caso está ser investigado pelas autoridades.

«O estado do crime» é uma reportagem de Rui Aráujo, Rui Pereira e Carlos Lopes, que foi emitida esta segunda-feira, na TVI, logo a seguir ao Jornal Nacional.


http://www.tvi24.iol.pt/ambiente/reporter-tvi-o-estado-do-crime-aterro-tvi24-rui-araujo/1168240-4070.html

Repórter TVI - 07 Jun 10 - O Estado do Crime
O Estado do Crime

" CARACTEOPATÍAS INDUCIDAS POR DROGAS
“Las anomalías de carácter que se desarrollan como resultado de daño del tejido cerebral [por medicaciones] se comportan como factores ponerogénicos insidiosos… su influencia fácilmente se ancla en las mentes humanas, traumatizando nuestras psiques, empobreciendo y deformando nuestros pensamientos y sentimientos, y limitando la habilidad de los individuos y sociedades para usar el sentido común y poder leer con exactitud una situación moral o psicológica. Esto abre la puerta a la influencia de otros caracteres patológicos, que más frecuentemente acarrean algunas desviaciones psicológicas heredadas.
(Lobaczewski, 119-120)
Con la actualización de la medicina moderna vino el uso de drogas muy poco entendidas, que dejan daños permanentes en el sistema nervioso. Algunos tratamientos tumorales (como por ejemplo las drogas citostáticas) a menudo atacan más que las más primitivas partes del cerebro, dejando a tales individuos emocionalmente embotados, incapaces de empatizar. Mientras conservan su inteligencia, ellos se vuelven vengativos y egocéntricos que buscan adulación, indiferentes al dolor que le causan a otros.

Ciertos virus (por Ej. paperas, difteria, polio) y toxinas como metales pesados, pesticidas, aditivos de los alimentos y químicos hogareños pueden tener efectos similares."


http://www.bibliotecapleyades.net/sociopolitica/sociopol_ponerology05.htm

http://www.tvi24.iol.pt/artmedia.html?
id=1168240&tipo=2


http://www.tvi24.iol.pt/ambiente/tvi24-ambiente-residuos-perigosos-despejo-cds/1168716-4070.html



http://mercedessigueaqui.blogspot.com/2010/06/ponerologia-el-estudio-del-mal.html




http://www.cassiopaea.org/cass/political_ponerology_lobaczewski_2.htm

http://gabadiario.blogspot.com/2005/12/ponerologa.html
Enviar um comentário