quinta-feira, 27 de maio de 2010

Carina Ferreira video 2010-05-20

2010-05-20
21:06:15


Não se pode esquecer

Carina Ferreira.



















" De acordo com o avô das jovens, Daniela, de 23 anos, ainda não recuperou do que aconteceu no passado dia 1. "A Daniela está muito triste e não consegue esquecer a última vez que viu a irmã. É muito doloroso", explicou ao CM Manuel Catarino, avô das raparigas, bastante abalado com a situação.
As duas irmãs, que chegaram a viver juntas em Coimbra quando andavam na universidade, tinham uma relação de grande proximidade.
A mágoa aumenta quando Daniela relembra o momento em que a irmã Carina lhe disse "até já". No dia do desaparecimento, a jovem tinha combinado com Daniela irem juntas até ao Clube de Caça e Pesca do Peso da Régua, onde se realizava uma festa cubana. Carina decidiu ir mais cedo e como a irmã estava atrasada combinaram encontrar-se lá. As horas passaram, Daniela chegou à festa, mas Carina nunca apareceu.
"Parece que foi o destino. Se tivessem ido juntas, se calhar a minha neta ainda estava aqui connosco", disse Manuel Catarino. O avô só pede que a neta apareça sã e salva para acabar com o sofrimento. "Se alguém fez mal à minha menina, vai pagar por isso", afirmou o avô da jovem."

" Desde o primeiro momento do desaparecimento de Carina, cujo paradeiro é desconhecido há 26 dias, que surgiram inúmeras versões sobre o que aconteceu à jovem de 21 anos. Todas elas se revelaram falsas, facto que deixa a família desesperada. A última pista dava conta de que a rapariga tinha sido vista no aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto.
'Todos os dias inventam histórias, uns dizem que a viram ali, outros acolá. A última coisa que nos disseram é que ela estava no aeroporto do Porto. É tudo mentira', contou o avô Manuel Catarino.
Os comentários que o desaparecimento de Carina gerou têm entristecido os pais da jovem, que optaram por manter o silêncio em relação ao caso.
'Já inventaram que a minha neta tinha fugido para a Tunísia com um militar. Isso é tudo mentira e magoa-nos muito. Os pais decidiram mesmo ficar em silêncio para não prejudicar a investigação e para não dar azo a mais comentários', explicou Manuel.
Apesar das buscas terem sido suspensas, as autoridades continuam à procura de Carina. Roubo, homicídio e sequestro são as hipóteses em aberto e que estão a ser investigadas pela PJ. A família começa a perder a esperança de encontrar a jovem com vida. 'Mais de três semanas e nada. Custa mesmo muito não se saber nada dela. Todos esperamos que esteja bem, mas já custa a acreditar que isso seja possível', escreveu no Facebook a irmã de Carina.
'O LUGAR DELA ESTÁ AQUI PARA VOLTAR'
No Clube de Caça e Pesca do Alto Douro, no Peso da Régua, os colegas de trabalho de Carina têm sentido muito a falta da jovem. Apesar de a rapariga trabalhar no local há pouco mais de três meses era muito responsável e querida por todos. Nas últimas semanas, Andreia, amiga da jovem, tem assegurado o lugar de Carina.
'A Andreia tem feito o trabalho dela, mas o lugar da Carina está aqui para quando ela voltar. Queremos acreditar que ela vai regressar e que tudo vai correr bem. Sentimos a falta dela, têm sido momentos difíceis', contou Manuel Plácido, colega de trabalho da jovem."


" Encontrar a Carina é a prioridade. Os contornos deste desaparecimento são uma situação pouco comum e entendemos que devemos continuar a explorar as mais variadas pistas. Não há rasto da jovem e a única coisa que podemos prometer é que nos vamos manter no terreno e esgotar todas as possibilidades até a encontrar", disse ao CM Baptista Romão, director da PJ do Porto, garantindo que o reforço da equipa que investiga o desaparecimento se insere na necessidade de seguir outros caminhos."

http://www.cmjornal.xl.pt/pesquisa/Carina?source=tags&contentid=49b54ce1-247b-49df-8170-0f8a6fd72fbd
Enviar um comentário